Saint Patrick’s Day: deixe o verde te levar

No dia 17 de março, todo mundo é um pouco irlandês. Mesmo que o dia de São Patrício seja feriado em apenas alguns lugares como na República da Irlanda, Irlanda do Norte, Terra Nova, Labrador e Montserrat – Irishness, o St Patrick’s Day é comemorado em todo o mundo. Um dia para pintar de verde o rosto, a roupa e até mesmo a água!

A data é associada ao padroeiro da Irlanda, Saint Patrick e é celebrada pelos países que falam a língua inglesa. Por ser uma ocasião tão animada e especial, também passou a ser comemorada em muitos outros lugares do mundo. Tanto que o Saint Patrick’s Day é considerado o dia dedicado a um santo mais celebrado do planeta.

O primeiro Dia de São Patrício foi comemorado em 27 de março de 99 – e não no dia 17, como acontece hoje, lembrando o falecimento do santo. Antes, era realizado um evento de três dias, exclusivo da Igreja, para homenageá-lo, até que a data se tornou feriado público, em 1903.

Somente a partir de 2006 virou uma festa, com a duração de cinco dias, com o primeiro Saint Patrick’s Festival realizado em Dublin, na Irlanda. E não faltam brincadeiras e atividades para quem quer celebrar o santo padroeiro irlandês.

Na Irlanda, é costume utilizar uma fita e segurar um trevo de três folhas, além de vestir roupas verdes e fantasias do duende Leprechaun, um dos principais personagens do Saint Patrick’s Day e do folclore irlandês. A alegria do homenzinho também inspira as festas nas ruas, sempre recheadas de muita música e dança.

Curiosidades do Saint Patrick’s Day

– São Patrício era conhecido por seu trabalho de evangelização na Irlanda. Uma de suas marcas registradas era explicar a doutrina da Santíssima Trindade com um trevo de três folhas;

– Mesmo com o trevo de três folhas, a primeira cor associada ao Saint Patrick’s Day foi o azul, pois o verde escuro já era associado a outra data. Somente com a Rebelião Irlandesa de 1798, na qual soldados utilizavam um trevo em suas lapelas, a cor se popularizou na celebração;

– Outro símbolo da data e da Irlanda é a harpa. O país é considerado o único no mundo a ter um instrumento musical como símbolo nacional;

– Na Irlanda, a expressão “the wearing of the green” (vestindo o verde) faz alusão a segurar um trevo ou vestir alguma peça de roupa para lembrar os soldados da Rebelião Irlandesa de 1798;

– O nome original do padroeiro não é Patrick, mas Maewyn Succat. Após se tornar padre, o santo modificou seu nome para Patricius, que significa “figura de pai”;

– Comer o pão irlandês é um costume no Saint Patrick’s Day e a tradição é cortar uma cruz em seu topo para afastar os demônios. Creepy!;

– Em Chicago – EUA, no Saint Patrick’s Day, o principal rio da cidade – Chicago River – é pintado de verde fluorescente para as celebrações. O efeito encanta os visitantes e devotos do santo desde 1962. E, claro, rende muitas fotos e selfies inesquecíveis!;

– Saint Patrick nasceu no século IV na Grã-Bretanha em uma família rica. Com 16 anos, foi raptado e escravizado por piratas irlandeses. Quando conseguiu se libertar, ingressou na vida religiosa no mosteiro de Ésir, na França. Anos mais tarde, foi convidado para retornar à Irlanda como bispo para evangelização das pessoas;

– O St. Patrick’s Day está para os países de língua inglesa, assim como o Carnaval para o Brasil e a Oktoberfest para a Alemanha;

– O chopp verde foi criado exclusivamente para o St. Patrick’s Day. Para chegar à coloração, adiciona-se uma dose de menta à bebida. Outras bebidas consumidas normalmente na data são a cerveja Guinness e o whisky irlandês;

– Durante o dia de St Patrick, o consumo mundial da marca de cerveja Guinness quase triplica – de 5,5 milhões de litros em um dia normal para 13 milhões de litros no dia da comemoração. São 150 litros por segundo;

– O Saint Patrick’s Day é celebrado até mesmo no espaço! Em 2013, o astronauta Chris Hadfield – famoso por postar vídeos no YouTube, nos quais canta diretamente da Estação Espacial Internacional – tirou diversas fotos, em órbita, da Irlanda, selfies com a roupa verde e, claro, um vídeo cantando uma das canções tradicionais da Irlanda.

Deixe uma resposta